MUDANÇAS NA GESTÃO DOS PRESÍDIOS DO MARANHÃO TRANSFORMA A SUA REALIDADE MARCADA POR VIOLÊNCIAS

Com um passado de intensa violência na penitenciária de Pedrinhas (Maranhão), a mudança de gestão pautada na educação e trabalho trouxe melhoras significativas para o sistema prisional do Maranhão que no ano de 2013 foi marcado pela morte de 64 detentos. Desde então, a sua administração passou por diversas mudanças, com o início do premiado programa GESPEN (Gestão Penitenciária) em 2015 que passou a fiscalizar os sistemas prisionais do estado do Maranhão e ganhou em 2021 o prêmio Destaque de Boas Práticas.

Esse programa é marcado por 42 indicadores definidos pelo GESPEN, que ao analisar os sistemas prisionais, atribui notas mensais às penitenciárias. Paralelamente, com a mudança na gestão, os servidores passaram a contar com um maior reconhecimento e apoio em suas áreas de atuação que tornaram o acompanhamento do GESPEN mais facilitado e por conseguinte, o auxiliou no acompanhamento dos problemas, realidades, soluções e reconhecimento das conquistas obtidas ao longo do tempo. Por fim, destaca-se que para além disso, o exacerbado número de prisões provisórias e facções nos presídios do Maranhão ainda representam grandes vulnerabilidades para a gestão que tenta traçar medidas para evitar tais problema.

Para mais informações, acesse o link da notícia : Maranhão tenta abandonar memória de decapitações e ganha até prêmio de gestão em presídios - 16/04/2022 - Cotidiano - Folha (uol.com.br)


5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo