top of page

Direitos, mas que direitos?

As prisões do estado de Santa Catarina funcionam à base de violações a direitos humanos. Ainda que seja o 16º estado com maior número de pessoas presas, a população carcerária supera em 4.600 a quantidade prevista aos locais destinados, ou seja, possui um déficit de 21% de vagas.

Para além da superlotação (presente em 41 das 53 unidades prisionais), pelo menos 12 dessas unidades possuem o status declarado de condição “péssima” ou “ruim”. Características que contribuem para acidentes como o que aconteceu, ainda este ano, no incêndio que matou 3 e feriu 47 pessoas no Complexo Prisional de Florianópolis.

Saiba mais acessando o link

G1


13 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page