CRESCE O NÚMERO DE PRISSÕES POR AGRESSÕES E AMEAÇAS CONTRA A MULHER NO ESTADO DE SÃO PAULO

Os dados apresentados pela Secretária da Administração Penitenciária revelaram um aumento substancial de 43% de presos que cometeram agressões e ameaças contra a mulher no estado de São Paulo. De acordo com o dado, o número saltou de 2.612 para 3.737 detentos que estão em regimes de medida de segurança, regime fechado e semiaberto em um período de cinco anos.

Paralelamente, houveram uma diminuição significativa de 230.152 para 202.376 da população carcerária marcada pelas prisões referentes ao tráfico de drogas, roubos e homicídios no estado de São Paulo. Além disso, o número de ocorrências de feminicídios diminuíram nesse período que podem ser representados pela prisão dos agressores que estão em regime de privação de liberdade, uma vez que de acordo com os dados da promotoria de 2016 e 2017, dos casos de mortes violentas de mulheres, apenas 5 tinham registrado uma denúncia.


Disponível em: Cresce 43% o número de agressores de mulheres presos em SP - 09/04/2022 - Cotidiano - Folha (uol.com.br)



1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo