top of page

CNJ investe em pesquisas sobre o sistema prisional brasileiro

O Conselho Nacional de Justiça investiu 800.000 (oitocentos mil reais) em pesquisa sobre o sistema prisional e medidas socioeducativas para adolescentes. O Instituto de Vereda, em São Paulo, vai pesquisar os caminhos percorridos por pessoas privadas de liberdade e egressas do sistema prisional no mercado de trabalho. Por vezes, o Instituto Cíclica, de Porto Alegre, ficou responsável por estudar as medidas socioeducativas, como, a internação, a internação provisória e a semiliberdade. O contrato com os dois institutos teve início nesta semana e tem duração de 01 (um) ano.



9 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page