top of page

Caso Champinha: Prisão e quase vinte anos sem sentença. Justiça ou Revanchismo?

O caso de grande repercussão aconteceu em 2003 no interior de São Paulo, quando um casal de adolescentes foram sequestrados e brutalmente assassinados. O crime que chocou o Brasil, teve cinco pessoas detidas, dentre elas Roberto Aparecido Alves Cardoso, vulgo Champinha que na época do crime tinha 16 anos e foi encaminhado ao Febem - Fundação Estadual para o Bem Estar do Menor, onde ficou por três anos , aos 21 anos levado a Unidade Experimental de Saúde, local este não identificado por agentes como presídio nem mesmo um hospital de custódia, mas que recebe detentos que cometem crimes graves e que apresentam diagnóstico e laudos de periculosidade, desde então é mantido interno neste local. O poder judiciário alega que não há condições para seu retorno ao convívio social.



14 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page