top of page

Aumenta para 52 o número de mortes registradas na Bahia, no mês de setembro, em confrontos policiais

Após operação da polícia federal em Salvador que resultou na morte do agente Lucas Caribé Monteiro, firmou-se uma parceria entre o governo estadual e federal, intensificando as investidas no combate ao crime organizado destilando diversas operações policiais no estado. Entretanto, o que impressiona é a quantidade de mortes (52) registradas, em menos de um mês, oriundas dos confrontos entre suspeitos e policiais, isto é, quando ocorre resistência. Sendo 32 pessoas mortas registradas na capital Salvador, 7 em Porto Seguro, 5 em Acajutiba, 5 em Crisópolis, 2 em Lauro de Freitas e 1 em Dias D’Ávila.

O cenário atual escancara uma realidade de intensa brutalidade policial e crise na segurança pública que vem sendo vivenciada nos últimos anos no estado da Bahia. Conforme apontam os dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública de 2022 que posicionam a Bahia em primeiro em número absoluto de mortes violentas, desde 2019. Assim como, no ano passado, esteve em primeiro lugar no número de mortes decorrentes de ações policiais no território brasileiro.

Saiba mais em:

Folha de São Paulo


alberto maraux ssp-BA

6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page