A APAC DE FRUTAL É UM EXEMPLO NACIONAL DE MODELO ALTERNATIVO DE MONITORAMENTO

Os gestores de Goiânia foram conhecer o modelo alternativo de monitoramento instalado no município de Frutal, Minas Gerais, que está em funcionamento há 11 anos. As Apacs são associações de Proteção e Assistência aos Condenados que utilizam monitores de segurança ao invés de agentes penitenciários ou armamento. O seu monitoramento ocorre com a ajuda dos próprios detentos que trabalham e estudam dentro das 63 unidades espalhadas pelo País.

Marcado pela gestão humanitária, as Apacs possibilitam um menor custo de manutenção para o Estado e garante melhores condições para o detento que possui acesso à profissionalização e escolarização dentro das unidades. O seu índice de reincidência entre os revela um percentual de 15% contra os 70% das unidades prisionais tradicionais. Por fim, destaca-se que as Apacs são constituídas pela participação da sociedade civil que presta serviços voluntários a partir de treinamentos prévios para uma melhor atuação. Assim, por entender os seus benefícios, as Apacs estão sendo desejadas pelos gestores do estado de Goiás que enxergam um tratamento mais humanizado e justo.

Disponível em: Gestores goianos conhecem modelo alternativo de presídio em Frutal (MG) – SSP (seguranca.go.gov.br)


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo